quarta-feira, 23 de julho de 2014

SANTA CASA VOLTA A SER ADMINISTRADA PELA IRMANDADE RELIGIOSA

Amanhã poderá ser o dia "D" nas negociações entre Sana Casa e Prefeitura de Caraguá.  As partes envolvidas devem dar por encerrada a negociação nas próximas horas. O prefeito Antônio Carlos do PSDB cometeu erro gravíssimo ao intervir no nosocômio sob a alegação de que as verbas que repassava eram suficientes e administração é que era deficiente. Enganou-se ao assumir a gestão do único hospital da cidade. Recebeu a instituição sem dívidas e vai devolver com muitas dívidas depois de um ano e meio de aventuras.
O Blog vai buscar as informações com números e dados para mostrar que a arrogância não foi um bom conselheiros neste caso. Quem induziu o prefeito a essa insanidade gerencial, deveria estar na cadeia depois de tantos prejuízos à saúde de uma população de mais de cem mil pessoas que tiveram grandes tristezas na falta de atendimento que se observou nestes 18  meses de intervenção do município na vida de um hospital de mais de 60 anos que bem ou mal funcionava melhor do que tem sido. Ainda bem que a aventura está no fim.

PROFESSORA INDIGNADA

Foi um desabafo de uma professora que anda com a garganta em frangalhos de tanto que se esforça nas aulas. A escola foi furtada quase dez vezes em poucos meses, não há equipamentos, como rádios, aparelhos de videos, "data show", nada, nada, nada. Os professores só resistem ou por vocação ou por necessidade, se não, já estariam longe das salas de aula.
Essa é a realidade de um ensino que gasta uma fortuna e não ensina quase nada aos alunos que saem em grandes quantidades, analfabetos funcionais. Estamos produzindo uma geração de jovens que não servem para o mercado de trabalho porque não sabem ler, escrever e faze continhas sem calculadora.
Já disse e repito, se eu for eleito deputado estadual quero discutir na tribuna, na imprensa e onde mais puder, essa espécie de educação sem educação. Só merenda escolar não basta. O professor tem que ensinar e o aluno tem que aprender. Se o prefeito ouvisse os professores, certamente reformularia essa bagunça que está se constituindo em nome do social e longe dos fundamentos elementares da educação.
Professor pode ser uma espécie em extinção se não houver uma política de ensino que privilegie o aprendizados acima de qualquer outra coisa. Estou fazendo o que sugeriu uma professora insatisfeita.
O salário dos mestres não podem ser tão aviltantes e falta de importância com que são olhados os nossos mestres.

terça-feira, 22 de julho de 2014

ONDE HÁ FUMAÇA ...

Algumas pessoas que se dizem bem informadas estão dizendo pelas esquinas, bares, praças, e tom de preocupação, uns e de alegria, outros, que o prefeito Antônio Carlos pode não conseguir chegar ao final do ano no cargo. Conta a lenda que o processo da Nutriplus é o grande vilão nessa história. 
A afirmação dos "entendidos" é de que o prefeito foi condenado, não há recursos em andamento com efeito suspensivo, e que a sentença pode ser executada a qualquer momento. Há até gente andando atrás do processo nos tribunais e adotando providências para que seja logo executada a punição de perda de cargo e suspensão de direitos políticos.
Se a voz do povo  tiver lastro, a coisa pode se complicar. Dizem que ele quer tentar chegar até o final do ano para que seu filho possa cumprir o resto do mandato já que é o vive prefeito.
Se ele conseguir levar essa cruz até o fim do ano vai ser dessa forma. Caso contrário, o Bota assume e fica até a realização de novas eleições que poderão ocorrer em 90 dias depois da vacância do cargo.
Há até quem diga que dois vereadores da base do governo estão se preparando para serem candidatos em caso de novas eleições.

QUEM DISSE FOI O ROUSSEAU

Nos idos dos seculos em que Rousseau fazia as suas elucubrações filosóficas, e viajava na maionese dos confusos palácios e templos, ele contava que cada povo tinha um Deus que orientava os governantes e a população para que a harmonia fosse possível e as pessoas pensassem coletivamente.
Era o chamado governo teológico que comanda com força divina e assim garantia pelo temor a Deus, que o povo  se submetesse às ordens do rei.
O problema se complicava quando acontecia uma guerra, também ordenada pelo Deus de um certo povo, que ao final tinha um vencedor, cujo prêmio era assumir o comando do povo derrotado. A nação vencedora dominava e governava a nação vencida. Nessas circunstâncias o Deus do povo vencedor passava a dominar o Deus da nação vencida, mas o seus adeptos não aceitavam a submissão do seu deus ao Deus do inimigo. agora dominador.
Assim foi até que as religiões deixaram de governar em nome de Deus e nasceram os governos não religiosos.
Ainda se vê atualmente, grupos religiosos tentando se sobrepor a outros grupos também religiosos, só que de outras crenças.
Na região dos países Árabes, especialmente na Faixa de Gaza, há conflitos que atualmente matam inúmeras criaturas humanas em nome de Deus, e é por isso que a Constituição Brasileira classifica o Brasil como um país laico, que permite a existência de todas as religiões, mas não pratica o antigo governo religioso.
Temos visto que há algumas igrejas que estão tentando se apoderar, pelo voto democrático, é lógico, de parcelas do poder e isso pode ser sinal de retrocesso aos tempos do Rousseau. Há sérias dúvidas se as duas coisas, religião e política deveriam se misturar. Se pastores ou padres deveriam estar em palanques defendendo ou acusando candidatos e partidos. A alma, se é que existe alma, está se misturando com o corpo e as duas substancias são absolutamente refratárias.
É pra pensar.

domingo, 20 de julho de 2014

JUSTIFICANDO PROPOSTAS DE CANDIDATURA

90.190- DEPUTADO ESTADUAL
Hoje, nas minhas caminhadas em campanha eleitoral, encontrei uma grande amiga, a Jornalista Ana Cláudia de Matos Carvalho, que atua como assessora de imprensa da secretaria de educação do município de São José dos Campos, filha de uma outra jornalista já falecida a Neusa Mantovani, e fui solicitado a explicar a minha ideia de patrocinar uma lei, se deputado for, sobre a obrigatoriedade de todos os municípios do nosso estado manterem um serviço de veterinários concursados, que castrem, operem, tratem, vacinem, e controlem a população animal das cidades como parte dos serviços de saúde pública. Expliquei que essa ideia já foi implantada em algumas poucas cidades do estado, dentre elas a capital paulista e Ubatuba.
Isso já é previsto em uma lei estadual que proíbe a matança de animais apreendidos naquelas carrocinhas idiotas. Afinal, veterinário é formado para salvar vidas e não para matar animais.
Dentre outras bandeiras importantes, essa é uma das primeiras que farão parte de projetos de leis que certamente serão aprovadas pelos demais deputados. Afinal, quem não gosta de bicho?
Deputado estadual 90.190- PROS- Olho Vivo contra a corrupção

sábado, 19 de julho de 2014

ACHO QUE AJUDAMOS

Há algumas semanas publicamos uma matéria autorizada pelo senhor Nerli Amaral, que em lágrimas nos contava da sua indignação de aos 64 anos, depois de ser fiel ao governo do ACS em Caraguá, foi demitido sem grandes explicações quando faltava menos de um ano para aposentar-se. As suas lágrimas nos comoveram e nós publicamos a sua saga de estar desempregado aos 64 anos sem chances no mercado de trabalho. Hoje, o encontramos na praça central da cidade todo orgulhoso com a camisa de uniforme da prefeitura de Caraguá. Talvez por precaução preferiu não parar conosco e nós entendemos. O importante é que o prefeito deve ter sido informado da injustiça que seus dirigentes da secretaria de esportes praticaram e deve ter determinado a readmissão. Tomara que ele consiga aposentar-se nos próximos meses e possa viver em paz a sua velhice que a qualquer momento vai bater à sua porta. Seja feliz Nerli, seja feliz.

SOBRE A PROGRESSÃO CONTINUADA

SOBRE A PROGRESSÃO CONTINUADA
Algumas famílias associam esse sistema a uma queda de qualidade no ensino, por isso o motivo de críticas. Os professores em geral, acreditam que a reprovação é um "incentivo" aos estudantes.1 Outra crítica é a de que o fenômeno do "copismo", relacionado ao analfabetismo funcional, vem aumentando, devido à progressão continuada. 3
Os acadêmicos, embora haja opositores a esse sistema, há mais defensores. Geralmente, as críticas dos professores universitários recaem sobre a forma de implementação desse sistema, que muitas vezes ocorreu sem a participação de professores do ensino médio, sem um projeto pedagógico adequado e sem condições para a oferta de recuperação de conteúdo aos alunos.1
O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, já criticou publicamente a progressão continuada, que havia sido implantada nas escolas municipais da cidade por seu antecessor, César Maia: "A prefeitura fingia que ensinava. O aluno fingia que aprendia. Mas a vida não é assim. Ela é feita de desafios".4 . Ele eliminou a progressão continuada no Rio. (FONTE Wikpedia)
OUTRA CRÍTICA (FONTE: SITE Educar para crescer)
A progressão continuada vem sendo motivo de polêmica entre pais, alunos, educadores e gestores escolares. Alguns dizem que eliminar a repetência é benéfico para o processo de aprendizagem; outros acreditam que a aprovaçãodeveria ser baseada no mérito do aluno: se não aprendeu os conteúdos da série, não deve passar de ano. Como não há consenso, cabe a cada Secretaria da Educação decidir ou não pela progressão continuada. O Estado de São Paulo, por exemplo, implantou o sistema em toda a rede pública. Já a rede municipal do Rio de Janeiro chegou a adotá-la no Ensino Fundamental, mas voltou atrás, limitando-a aos anos de alfabetização. Mas, afinal, o que muda nas escolas que adotam a progressão continuada? Descubra a seguir.

A minha proposta de campanha para deputado estadual tem como um dos pilares, a rediscussão do sistema de progressão continuada de forma a voltarem as avaliações do aprendizado, do boletim escolar, e da restituição da autoridade ao professor, que vem sendo reféns de alunos e de diretores que estão mais preocupados com os índices de aprovação do que com o que o aluno de fato aprendeu. Ao que se vê, não estou sozinho nessa posição.
Escola tem que ensinar, e aluno tem que aprender, para justificar a imensa fortuna que é gasta em nome do que chamam de educação, que nem educa e nem ensina. Jogar dinheiro fora não é justo. O objeto da escola é o ensino e não a simples freqüência.

João Lúcio

sexta-feira, 18 de julho de 2014

UMA IMPRENSA SÉRIA FAZ BEM À DEMOCRACIA

Quero registrar com alegria o Jornal Imprensa Livre que na edição de ontem dia 17 de julho, cumprindo o seu papel de imprensa séria, publicou de forma absolutamente fiel, a entrevista que o jornalista Sérgio e a excelente profissional Mara Cirino fizeram comigo. Foi uma página inteira de informações fieis Á tudo
o que eu respondi quando da entrevista. A isso pode se dar o nome de imprensa séria, não porque nos divulgou, mas porque divulgou a todos os candidatos da região com igual destaque.
À Mara e ao Sergio os nossos agradecimentos e os parabéns por fazerem o trabalho importante e imparcial.

QUANTO VALE UM ELOGIO ?

O Odilon Miau, locutor da Rádio Integração FM, comunicou-se comigo pro telefone todo preocupado com a lista de candidatos a deputados estaduais que um certo jornal quase chapa branca mandou-lhe, porque segundo ele, a lista de candidatos continha cerca de 20 nomes e o meu nome não estava lá.
Respondi tranquilo, que há mesmo na cidade de Caraguatatuba alguns grupos que sobrevivem de propinas e favores, composto por pessoas da imprensa, e de outras ocupações não muito dignas, que não conseguem sobreviver sem as propinas oficiais e extra-oficias. São pessoas que não estudaram, não aprenderam nenhuma profissão a não ser fazer fofocas e outras coisas estranhas, que têm verdadeiro pavor de um possível crescimento do João Lúcio na política. São abutres, sem escrúpulos que estão sempre ao lado do poder, não importando quem esteja ocupando os cargos públicos. Se o prefeito for Deus, eles se ajoelham e rezam ou oram com fervor, mas se o Diabo for o prefeito eles vão pegar no cabo dos tridentes e vão ajudá-lo a torrar as almas. Eles sabem que João Lúcio não negocia a alma com o demônio e não gosta de corrupção. João Lúcio trabalhou nas três emissoras de rádio de Caraguá, apresentando programas informativos e sempre falou alto e em bom som que quem vive de propinas é bandido como qualquer ladrão de banco. Quem usa de ardil para receber dinheiro público para elogiar os corruptos ou dizer que os corruptos são honestos, não merece estar na mídia. A imprensa tem que ser responsável pelo que publica e os seus agentes deveriam ser antes de tudo "ficha limpa", mas isso nem sempre acontece.
Quero deixar claro que a minha candidatura está registrada no TRE de São Paulo, sob o nº 90.190, para deputado estadual pelo PROS- Partido Republicano da Ordem social e vai ser orientada pelo voto sério de pessoas que não vendem e nem entregam seu voto a qualquer um.
Preciso de cerca de 25 mil votos para ser eleito, e se o povo do Litoral Norte que não está satisfeito com a saúde, a educação, a segurança pública e a seriedade no trato da coisa pública, resolver votar no João Lúcio para deputado estadual, certamente ele será eleito e ai, as "cornetas" terão que ter muito cuidado com as suas cantinlenas irresponsáveis e desentoadas.
O povo do Litoral pode estar despertando desse sono profundo que vem sendo cuidado ou descuidado por um monte de gente que só se beneficia do polpudo orçamento dessas cidades que tratam seus moradores como simples vítimas de um turismo sem ciência, sem sabedoria, e sem vergonha que enriquece a alguns poucos malandros de casaca que aprenderam como enganar a boa-fé do caiçara.
João Lúcio não é caiçara de nascimento, mas o é por adoção, e já mostrou que tem capacidade para ajudar a livrar as cidades da roubalheira descarada praticada por malandros que nem estudar conseguiram, mas sabem com ficar ricos sem se matar de trabalhar.
Essa espécie de retaliação o João Lúcio já esperava, certo de que a bandidagem pode estar com seus dias contados. Quem viver verá. Cantilena é só uma canção breve como diz o dicionário. Esta será ainda mais breve. Quanto vale um elogio?

quinta-feira, 17 de julho de 2014

MAIS UMA BRONCA SOBRE EDUCAÇÃO

Lá no quintal da casa do Pedrão, no Bairro Barranco Alto, eu tive uma conversa com mulher bem jovem, de uns 26 anos que me questionou com veemência:

-O senhor como candidato a deputado estadual tem alguma proposta para a educação.
- Porque você fez essa pergunta?  respondi
- Tenho uma filha de 6 anos que está na escola e eu não acho que ela esteja recebendo o ensino que deveria ser ministrado. Ela mesma fala que não está aprendendo nada na escola.
- Se você ler o meu blog, (dei o endereço e ela disse que vai acessar), vai ver que uma das minhas bandeiras é a rediscussão do sistema de ensino que está sobrecarregado de muitos ingredientes que não estão diretamente ligados ao processo de ensino e aprendizado. 
- O senhor concorda com a progressão continuada?
- Ela é linda na sua concepção, mas foi distorcida no trajeto e virou uma preocupação muito grande para professores, pais e alunos. Precisa ser rediscutida e se for o caso, substituída por algum sistema que devolva a autoridade do professor, o respeito e disciplina nas salas de aula e uma nova linha de gerenciamento que permita ao professor ensinar o aluno aprender e as famílias se sentirem satisfeitas com o resultado.Escola não pode o local de solução de problemas sociais. Escola ensina e o aluno aprende.
- Vou votar no senhor, mas vou cobrar depois. 
- Talvez nem seja preciso cobrar. 
Abraços

QUEREM MELAR A CPI DE ILHABELA

O vereador Sampaio e a Associação dos Engenheiros de Ilhabela, fizeram um monte de provas de irregularidades na construção do teatro municipal que se não for socorrido vai cair na cabeça do povo. Coluna de concreto erguida sobre tijolos é uma das diversas irregularidades técnicas. Pagaram 20 vezes um projeto de iluminação que nem foi elaborado. A cada medição da obra o projeto era pago por inteiro, uma vergonha.
Foi instalada uma CPI na câmara da cidade e o dono da construtora foi ouvido e enrolou legal, que nem o Rolando Lero.
Ai, a CPI quer contratar uma especialista em auditoria em obra de construção civil por 15 mil reais para que elabore um laudo sobre a obra. A procurador da câmara, advogada de cargo de confiança, ou seja, nem concursada foi, diz que não podem contratar a especialista com vasto curriculum sem licitação. Só que o prefeito contratou sem licitação uma empresa especializada a Falcão Bauer, para fazer o laudo que certamente não lhe será assim tão avassalador.
Os vereadores estão p.. da vida e vão questionar a permanência da procuradora no cargo de confiança caso ela escreva parecer contra a contratação.
A Ilha está em chamas.

PARECE QUE JOGARAM UMA PÁ-DE-CAL NAS POLÍCIAS ESTADUAIS

Ontem na Câmara Federal foi aprovada uma matéria interessante em se tratando de segurança pública. A constituição brasileira reserva aos estados membros a atribuição de garantir a segurança pública. A  nova regra autoriza as guardas municipais a usarem armas e atuarem em algumas áreas que eram exclusivas da polícia do estado.
Isso que dizer que as guardas municipais poderão substituir em parte o serviço das polícias estaduais e assim acaba a hegemonia do estado nessa questão.
Se um prefeito for zeloso e quiser levar a sério essa missão, as cidades poderão ter índices de violência menores ou maiores dependendo do seu prefeito. Quem votar melhor terá cidade melhor.
Se o prefeito resolver instituir uma guarda municipal com inteligência ao invés de truculência, com equipamento de primeiro mundo e inteligência, o crime poderá sofre grandes perdas.
Agora fica mais fácil sonhar com uma cidade que tenha um prefeito que impeça a corrupção no seu governo e crie uma guarda inteligente, ai o brasileiro poderá depender menos do estado e da União. É só querer

RECEBI E-MAIL SOBRE VOTO EM TRÂNSITO

Pessoas que vivem fora do estado de São Paulo, me perguntaram se poderiam votar em mim para deputado na própria cidade onde estejam no dia da eleição. Há inclusive um amigo que vive na Califórnia , USA, que fez a mesma pergunta.
A resposta é não. O vote em trânsito só é permitido para presidente da república e ainda assim a pessoas que estiver viajando deverá antes de deixar o domicílio eleitoral, dirigir-se ao cartório eleitoral de seu domicilio e comunicar o desejo de votar noutra região que deverá ser informada para que o seu voto seja colhido em alguma urna daquela região, e para tal as providências devem ser tomadas com antecedência, para que o eleitor chegue ao novo local e encontre os eu título registrado temporariamente para aquela seção.

O FARDO DA DILMA

A frase "padrão FIFA nos estádios", criou para a presidente do Brasil uma situação complicada, porque o brasileiro que estava acostumado a ouvir a mesma frase sempre que reclamava dos serviços públicos de má qualidade "é assim mesmo, tem que se conformar", viu que o padrão FIFA pode ser aplicado na segurança pública, no ensino público, na saúde e em muito mais. A FIFA mostrou os mesmo problemas do Brasil e teve até um dirigente seu preso por vendas de ingressos no mercado negro. Ou seja, tem corrupção no futebol e ainda assim existe o tal do padrão FIFA e o evento ficou bem organizado. Já pensou o mesmo critério na saúde e na educação?

SOBRE A PERMANÊNCIA DO PREFEITO NO CARGO

A pergunta mais comum nas ruas da cidade de Caraguatatuba é é sempre sobre a permanência ou não do prefeito Antônio Carlos no cargo, e até quando. Pessoas que acompanham o andamento do processo da Nutre Plus em que o prefeito foi condenado por contratar merenda escolar sem licitação, dizem que ainda há um recurso em andamento, e que seria um agravo pedindo reconsideração da decisão que indeferiu o recurso especial. Ocorre, salvo melhor juízo, que esse recurso não possui o que se chama de efeito suspensivo e que ele não impede que a sentença de perda do cargo seja executada imediatamente. Assim, bastaria demonstrar ao Ministério Público da comarca essa situação processual para que ele oficie ao presidente da câmara para que declare vago o cargo.
O processo precisa chegar de volta à comarca de origem, Caraguatatuba, para que seja executada a penalidade. Há pessoas tentando apressar a vinda do processo.
Há uma boataria pela ruas da cidade, dando conta de que o Vereador Aurimar já estaria compondo com o outro vereador o Baduquinha, uma chapa para completar o mandato, caso o prefeito seja afastado e seu filho, que é o vice, também deixe o cargo, como já foi ensaiado há algumas semanas.
Nessa esteira, vão o Álvaro que seria o candidato do PT, o Bota presidente da Câmara anda "banbando" de vontade e assim vão seguindo as fofocas pelos bares da cidade.