quarta-feira, 25 de março de 2015

EDUCAÇÃO EM SÃO JOSÉ VAI BEM

Hoje 25-03-2015, enquanto esperava para falar com o prefeito Carlinhos Almeida de São José dos Campos, troquei algumas ideias com o Célio da Silva Chaves, secretário municipal de educação e fiquei surpreso com a preocupação da secretaria com os números do IDEB - Índice de desenvolvimento da educação básica, que indica o nível de aprendizado  dos alunos da rede pública. Fomos informados que o IDEB da cidade cresceu na última medição de 6,2 para 6,5, e indica que a intenção é atingir a meta 7,00, e já há duas escolas públicas que atingiram 7,5 e uma da periferia próxima a três favelas que está com 7 cravados.
Em certo ponto da conversa ele nos disse que a metodologia empregada é o "construtivismo", que ao invés de ensinar, incentiva o aluno a raciocinar e descobrir os resultados.
A educação, segundo o secretário, é baseada no sistema de ensino da Noruega, um dos modelos mais evoluídos do mundo, que é aliás, o método construtivista do Educador Jean Piaget, que pode ser entendido por uma frase importante dita por ele:

 "O principal objetivo da educação é criar indivíduos capazes de fazer coisas novas e não simplesmente repetir o que as outras gerações fizeram." 

O fato está sendo registrado aqui porque o Brasil precisa começar a se repaginar a partir da escola, que tem o dever de gerar a nova cidadania que vai tocar o país em frente, vai aprender a votar, vai entender que a vida só se justifica se for para melhorar o mundo e não para correr atrás de riquezas e vantagens pessoais.

Quando comparamos esta forma de ver a educação e de mostrar os resultados com que comprovam a eficiência do sistema.

Só para lembrar, as cidades do Litoral Norte, estão abaixo de 6,0 sendo que Caraguá  é a melhor colocada com 5,75, e Ubatuba a pior com 5,22. Para que um sistema seja considerado dentro da média desejada precisa obter pontuação acima de 6,00.




segunda-feira, 23 de março de 2015

A GENTE ESCUTA CADA UMA!

Em um dia dessas ouvi uma entrevista do presidente da câmara federal do Brasil, em que ele disse que a corrupção não está no poder legislativo, mas sim no poder executivo, ou seja, corruptos não são os deputados, mas a presidência da república. Foi o que ele falou sem o menor pudor, no intuito de defender os seus colegas deputados que o escolheram para presidir a casa legislativa. A isso se dá o nome de corporativismo.
Em uma emissora de rádio da capital paulista ouviu-se uma entrevista do prefeito de Caraguatatuba em que ele disse que a culpa dessa epidemia de dengue na cidade, é do governo federal que centraliza a maior parte dos recursos público e não repassa dinheiro suficiente, o que impede os municípios de realizarem melhores políticas de saúde. Falou ainda que criar ministérios não resolve os problemas dos municípios, em um discurso ensaiado pelas oposições ao governo Dilma, dando a entender que o governo federal gasta muito porque tem muitos ministérios, o que pode mesmo ser verdade, já que há ministros demais, mas não se pode afirmar que esse seja o motivo de tanta dengue em Caraguá. Já houve até ministro que estava em pasta errada por indicação do próprio partido a que ele mesmo pertence, como o ministro dos esportes que nunca praticou esporte algum, ministro da educação sem educação, que xingava os outros de forma desequilibrada, e assim vai.  O prefeito de Caraguá quer  atribuir ao governo federal a responsabilidade pela epidemia de dengue de Caraguatatuba.
Ai eu pensei que se ele tivesse economizado o monte de dinheiro que gastou colocando mármore em mais de cinco quilômetros da mureta da avenida da praia, teria dinheiro para combater a dengue e a população não estaria nessa penúria de mais de mil casos de dengue numa cidade de cem mil habitantes, se o limite aceitável seria 300 casos para cem mil habitantes. Gastou dinheiro em obra desnecessária e agora a culpa é da Dilma. Construiu uma praça de eventos com um monte de dinheiro público que vai ficar abandonada até a próxima temporada de verão, e o mesmo dinheiro serviria para combater a dengue, reformar as dependências do hospital e devolver pra lá o pronto socorro que é uma verdadeira carnificina, e o pronto atendimento que, com essa gestão ineficiente, não dá conta de atender a tantos doentes de dengue, e mais os outros doentes da cidade. A UPA do prefeito está parecendo os trens de subúrbio das grandes cidades às seis da tarde. Uma verdadeira lata de sardinha.
Fica fácil atribuir aos outros a culpa do próprio fracasso, porque assim parece que o fardo da culpa fica mais leve. A Dilma carrega um pouco, o prefeito carrega o outro e isso pode dar a ele um certo conforto e reduzir a sua sensação de culpa, se é que tem sensibilidade suficiente para se sentir culpado.
O prefeito não culpou o governo do estado que é do seu partido, por essa “calamidade pública” que ele mesmo decretou para ter condições de contratar empresas e pessoas sem concurso e nem licitação, e isso também pode lhe render enormes aborrecimentos no futuro, quando esses atos forem fiscalizados, principalmente se houver contratação de empresa de parentes de “colaboradores” seus, ou de amigos.
A verdade é que as prefeituras do litoral são um mundo de incompetências gerenciais, que gastam tudo o que arrecadam em obras, às vezes desnecessárias, e não investem no ser humano que vive nessas cidades. Parece que as obras de cimento e mármore são mais importantes do que as pessoas.
Ainda assim, há de se admitir que os mandatários dessas cidades, ainda que incompetentes em alguns casos, principalmente na maioria das escolhas dos gastos de recursos públicos, foram eleitos pelo voto secreto e direto dos seus moradores. Portanto, estão absolutamente legitimados nos cargos que ocupam. A democracia é assim, e as minorias precisam conviver com as decisões das maiorias que escolhem livremente os seus governantes. Se admitirmos que o povo está errado é melhor mudar de país, porque democracia é o poder nas mãos da maioria. Os governos que temos são exatamente o resultado da qualidade do nosso voto, e não importa se você votou na Dilma, ou no Antônio Carlos ou no Geraldo. O que importa é que você está sendo legalmente governado por eles e, quanto a legitimidade deles no poder não se pode discutir. O que se pode é aceitar a possibilidade de ter errado na escolha e prometer que nas próximas eleições vai votar melhor e escolher governantes comprometidos com a evolução das pessoas e não somente das obras de cimento com placas de inauguração.
Eles dizem que estão preparando as cidades para o futuro, mas talvez nem haja futuro para um monte de gente que não tem acesso a uma saúde decente, a uma escola decente, a uma segurança decente, e que talvez morra de dengue antes do futuro chegar.

Durma-se com um barulho desses.

sexta-feira, 20 de março de 2015

QUEM DEVE IMPOSTOS EM CARAGUÁ CORRA LÁ E PAGUE NA ANISTA

Projeto que concede anistia é aprovado
Os vereadores aprovaram durante a 07ª sessão ordinária do ano, na última terça-feira, o projeto de lei 10/15, do Órgão Executivo, que concede anistia, em caráter geral de penalidades relativas aos créditos tributários municipais e não tributários.
A aprovação foi unânime da proposta de benefício ao contribuinte, que vai de 01º a 30 de abril deste ano. A medida será extensiva aos que constam com parcelamentos pendentes e ainda não liquidados, desde que efetuem o pagamento do saldo devedor nas condições estabelecidas na presente lei, considerando-se as parcelas já pagas como quitação parcial, sem direito a qualquer restituição.
O benefício concedido em decorrência desta lei, também alcançará todos os contribuintes que estiverem em débito com a Fazenda Municipal, relativamente aos créditos relacionados, incluindo a renegociação feita em período anterior à vigência desta lei e que não foram quitados, bem como dos que estejam inscritos na dívida ativa ou executados judicialmente.
O Poder Executivo também teve aprovado o projeto de lei 07/15, que revoga a lei municipal 1911, de 18 de fevereiro de 2011, que autorizou a concessão de direito real de uso de lotes, da quadra A-21, do loteamento denominado Jardim Britânia, à Loja Maçônica Renascer nº 3633.
Os parlamentares também foram favoráveis ao projeto de lei 09/15, também do Executivo, que rerratifica e altera a redação dada pela lei nº 1865/11.
A Vereadora Vilma Teixeira de Oliveira Santos teve aprovado o projeto de decreto legislativo 03/15, que dispõe sobre a concessão de título de Gratidão Caiçara ao Sr. Ismael Andrade César. A propositura estava na pauta da sessão, ao contrário de outros decretos legislativos que foram aprovados em regime de urgência. 

quinta-feira, 19 de março de 2015

PREFEITO DE SÃO SEBASTIÃO DO ALTO É EXPULSO DO PT

19/03/2015 - 10h35 / Por Agência PT
A direção estadual do Partido dos Trabalhadores no Rio de Janeiro decidiu, na noite desta quarta-feira (18), expulsar sumariamente da legenda o prefeito de São Sebastião do Alto (RJ), Mauro Henrique Chagas.
Chagas foi flagrado e preso pela Polícia Federal, nesta quarta, ao receber propina exigida por ele a empresários para aprovação de obras de saneamento e saúde no município. A decisão do diretório será referendada em reunião no próximo domingo (22).
Leia a nota na íntegra:
“A Direção do PT estadual do Rio decidiu, na noite de hoje, expulsar sumariamente o Prefeito de São Sebastião do Alto, Mauro Henrique Chagas, preso hoje pela polícia federal acusado de cobrar propina de empresários.
Apesar de filiado ao PT, ele era uma figura de pouca expressão e nenhum envolvimento na vida partidária. No domingo, a reunião do Diretório Estadual irá referendar esta medida.
Washington Quaquá
Presidente do PT Estadual”

Da Redação da Agência PT de Notícias

UPA PODE VOLTAR PARA O HOSPTIAL

Ontem, dia 18 de março de 2015, uma comissão de usuários do sistema público de saúde em Caraguá, formada pelos cidadãos Cilmara, Joel e Cidreira, estiveram por longo tempo conversando com o Promotor Público responsável pela saúde, sobre as dificuldades que existem no pronto atendimento e pronto socorro que desde que foram transferidos do hospital para a UPA improvisada ao lado da delegacia de polícia no Jardim Primavera, tem sido alvo de inúmeras reclamações dos usuários. O prédio é pequeno as acomodações são insuficientes, a espera até o atendimento é muito demorada, e o desconforto é muito grande.
O promotor exibiu um inquérito bem grande e informou que depois que o suporte do ministério público se deu por impossibilitado de elabora um estudo sobre a situação, a promotoria requereu uma vistoria do Conselho Regional de Medicina que está vindo por ai, para avaliar as condições e elabora relatório circunstanciado sobre a realidade do serviço.
Informações extraoficiais dão conta de que o prefeito já estaria disposto a visitar o hospital com o seu estafe da saúde e estudar a possibilidade de devolver o serviço para aquela unidade hospitalar.
Assim, a visita da comissão à promotoria foi extremamente produtiva e gerou a expectativa de que nas próximas horas, ou dias, poderá haver um acordo entre promotoria e prefeitura, envolvendo também o hospital e assim, acabar o sofrimento dos usuários do sistema de saúde que estão pagando muito caro pelo péssimo serviço que recebem nas áreas de pronto atendimento e pronto socorro.

São os cidadãos praticando cidadania. 

quarta-feira, 18 de março de 2015

MINISTRO CID GOMES DA EDUCAÇÃO É DEMITIDO DO GOVERNO DILMA

O ministro da Educação, Cid Gomes, foi demitido do cargo nesta quarta-feira (18). A demissão foi anunciada pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), após Gomes ter ido ao congresso se desculpar com os parlamentares por chamá-los de 'achacadores'.
Em vez do pedido de desculpas, porém, Gomes acabou reafirmando o que pensa. A sessão então culminou com ataques ao presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e a parlamentares "infiéis", que são da base, mas não votam com o governo. A esses, o ministro mandou um recado: Que sejam situação ou larguem o osso e saiam do governo.
"Comunico à Casa o comunicado que recebi do chefe da Casa Civil comunicando a demissão do ministro da Educação, Cid Gomes", disse Cunha nesta tarde. A informação foi confirmada pelo Palácio do Planalto por meio de nota, no início desta noite:
"O ministro da Educação, Cid Gomes, entregou nesta quarta-feira, 18 de março, seu pedido de demissão à presidenta Dilma Rousseff. Ela agradeceu a dedicação dele à frente da pasta."

Em visita à Universidade do Pará, no fim de fevereiro, o ministro se referiu aos deputados como achacadores. Disse que há na Câmara "uns 400 deputados, 300 deputados que quanto pior melhor para eles. Eles querem é que o governo esteja frágil porque é a forma de eles achacarem mais, tomarem mais, tirarem mais dele, aprovarem as emendas impositivas". 

FILHOS DE LULA PROCESSA DEPUTADO MINEIRO POR CALÚNIA

Fábio Luis Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, entrou na Justiça contra o deputado mineiro Domingos Sávio (PSDB). A ação no Supremo Tribunal Federal visa apurar a prática de injúria, calúnia e difamação contra o filho do ex-presidente. Em entrevista a um programa de rádio, o tucano disse que Lulinha "é um dos homens mais ricos do Brasil".

"O homem está comprando fazendas de milhares e milhares de hectares, é toda semana. (...) E ficou rico do dia para a noite, assim como num passe de mágica. Rico, fruto da roubalheira que virou este País", disse o deputado ao programa de rádio.

Fábio Luís Lula da Silva afirma que as informações, além de ofensivas, são mentirosas. Ele alega que não é proprietário de nenhuma fazenda e não tem negócios relacionados à agricultura. "Fábio também jamais se beneficiou de qualquer ato irregular ou ilegal e tampouco tornou-se um dos 'homens mais ricos do Brasil'", diz a nota divulgada pelo Instituto Lula.

FONTE: Portal Yahoo

Na interpelação criminal, Lulinha alega que "esses ataques à honra vêm ferindo sua reputação e prejudicando sua imagem". O documento cita ainda outras ações movidas pelo filho de Lula por comentários do mesmo tipo, como o de um usuário do Twitter que disse que ele era o dono de um frigorífico. "A despeito das providências já adotadas, algumas pessoas insistem na prática dessas condutas que, em tese, tangenciam o ilícito penal", diz o documento.

"Pretende-se, no caso, tão somente que o deputado confirme, desminta ou esclareça a informação ofensiva que lhe fora atribuída", diz a interpelação.

A nota divulgada à imprensa pelo Instituto Lula pede uma retratação do deputado tucano. A assessoria do deputado Domingos Sávio confirma as declarações e diz que ele vai se pronunciar ainda hoje, quando terminar a fala do ministro da Educação, Cid Gomes, no plenário da Câmara.

PREFEITOS PETISTAS DA REGIÃO VISITAM CARAGUÁ

Ontem à noite a sede do Partido dos Trabalhadores em Caraguá recebeu a visita dos prefeitos Carlinhos Almeida de São José dos Campos, Hamilton de Jacareí e Mauricio de Ubatuba, que vieram conversar com as pessoas sobre a situação política atual no país.
Cerca de 30 lideranças estiveram presentes e as discussões passaram por momentos de esperança e outros de poucas esperanças. Foi dada oportunidade a todos que quisessem falar e ao final os três prefeitos deram a sua interpretação sobre os fatos. O que ficou laro é que há mesmo um grande grau de preocupação com as eleições de 2016 que já batem às portas e o momento parece de difícil enfrentamento.
O prefeito de São José foi nem pessimista nem otimista e acha que o PT terá muitos mais dificuldades em suas eleições do que já teve antes, e que a única saída é a militância que só o PT ainda possui. O prefeito de Jacareí Hamilton foi também cauteloso e considerou que o governo federal deve ser tratado de uma forma e a história do PT de outra, o que sugere uma separação entre governo e partido. O Mauricio de Ubatuba, diz que a eleição no Litoral Norte será regionalizada e já há conchavos entre prefeitos e ex-prefeitos que se articulam em busca de espaços no poder.
A Cassia presidente do PT em Caraguá, apresentou os agradecimentos e considero o encontro como muito produtivo.


terça-feira, 17 de março de 2015

A DILMA TEM NAS MÃOS UM CHEQUE ASSINADO EM BRANCO

As manifestações populares de 15 de março de 2015, mostram que o sistema político brasileiro esgotou-se e há grandes riscos de o povo cair em uma crise de desesperança pela falta de alternativa. Na situação não há confiança, e as oposições não existem, ou pelo menos não têm porte que lhes permitam visibilidade. Os partidos políticos são evitados e as organizações esparsas de outros ideais não convencem. A crise existencial do espírito coletivo pode gerar vocações perigosas como as de natureza religiosa, ou criminosa, que costumam aproveitar a falta de rumo da sociedade para cooptar pessoas e torná-las bitoladas, pela falta de rumo do poder público.
O principal núcleo de resistência é o estado de São Paulo, que conseguiu mobilizar cerda de metade do volume de pessoas que foram às ruas. Um milhão de pessoas em São Paulo em um total que pode aproximar-se de dois milhões em todo o Brasil.
Há quem entenda que seja a classe média a que mais tem sentido a indignação contra o governo federal culpado pela possível aproximação entre as classes B e C, seja pelo crescimento da C ou pelo empobrecimento da B. O fato é que no estado mais importante da União, o povo está mais bravo. Estranha-se porque o PT, partido que governa o país, nasceu em São Paulo, tem suas raízes no ABC paulista e daqui saiu para o Brasil. Minas Gerais não votou no Aécio para presidente, mostrando-se descontente com o governo mineiro do PSDB dos últimos tempos. Lá, em 2015, a Dilma venceu as eleições de presidente e elegeu o governador. Tudo mostra que o povo não está satisfeito com nenhum governo, a indicar que o modelo político do “toma lá dá cá” entre os poderes executivo e legislativo, com entrega de cargos e negócios no âmbito da tal “governabilidade”, não agrada mais ao povo. Pode se ver que o problema não é exatamente pessoal contra este ou aquele político, mas contra o sistema político nacional.
A Dilma tem a oportunidade, ainda que desgastada em São Paulo, de elaborar propostas positivas que possam ir de encontro aos anseios populares. Corrupção deveria ser incluído na lista dos crimes hediondos com prisão de até 30 anos sem direito a progressão de regime de cumprimento. Ou seja, pena cumprida por completo em regime fechado. O povo espera algo assim. Prefeitos e vereadores condenados por crime de quaisquer espécies, ou por ato de improbidade nunca mais deveriam ser candidatos, porque o povo não merece que bandidos retornem ao poder, nem pelo voto e nem como ocupantes de cargo de confiança. O povo espera algo assim. Fim das reeleições de prefeitos, governadores e presidente da república, e somente uma reeleição para o legislativo com vereadores e deputados fora da política depois de cumprido o segundo mandato. A variação de pessoas vai oxigenar o sistema hoje asfixiado pelos Sarneys e Renans que nunca saem daquelas cadeiras já moldadas aos seus bumbuns.
Fim dos financiamentos de campanha, e abertura mais ampla dos meios de comunicação como rádio e televisão para que as campanhas sejam feitas mais intensamente nesses veículos dando ao tema eleições a mesma visibilidade que se deu à copa do mundo. Afinal esses veículos são serviço público de devem ser utilizados em função do interesse público. Conhecer os candidatos mais profundamente pode evitar enganos na hora de votar.
O Brasil precisa deixar de ter vergonha da política e voltar a discuti-la e vivenciá-la com mais intensidade. Novelas e futebol, não podem ser mais importantes do que a vida política de uma nação. O povo está bem mais preparado para escolher o melhor ator ou cantor, do que um governante. A quem isso pode interessar?
Se a Dilma enviar algo forte e do agrado do povo, o próprio povo vai cobrar dos deputados e senadores a aprovação sob o som do clamor popular como foi a lei da ficha limpa. Eles morrem de medo do povo, mas o povo ainda não descobriu isso.

O povo na rua deu à presidente uma oportunidade de fazer o que precisa ser feito e ela tem que aproveitar o momento, já que o povo vai cobrar dela e dos deputados e senadores, uma mudança do jeito de olhar a atividade política no Brasil.

segunda-feira, 16 de março de 2015

DILMA FALA SOBRE AS MANIFESTAÇÕES POPULARES

A presidente Dilma Rousseff sanciona o Código de Processo Civil durante cerimônia no Salão …

A presidente Dilma Rousseff se manifestou pela primeira vez após os protestos que tomaram as ruas do país no último domingo (15). Lembrando seus tempos de luta contra a Ditadura Militar, a presidente se disse feliz por ver a liberdade de expressão nas ruas.

"Ontem, quando eu vi centenas e milhares de cidadãos se manifestando, não pude deixar de pensar que valeu a pena lutar pela liberdade, valeu a pena lutar pela democracia. Este país está mais forte que nunca.Muitos da minha geração deram a vida para que o povo pudesse ir às ruas se expressar. Eu, particularmente, participei e tenho a honra de ter participado dos processos de resistência da ditadura", disse Dilma.

Ainda no depoimento, a presidente falou sobre a polêmica postura de seu governo sobre o ajuste fiscal no país. Dilma frisou que a tentativa é impedir que a crise crie um problema social maior do que o que o governo pode controlar.

"Por que tem que fazer ajuste de correção? Porque os recursos não são infinitos, nós não conseguimos fazer mais políticas anticílicas como fizemos. Vamos brigar depois. Agora vamos fazer para o bem do Brasil tudo que temos que tem que ser feito para o bem do Brasil”, afirmou ela.

Ainda sobre as políticas econômicas de seu novo mandato, Dilma admitiu que pode ter cometido exageros, mas voltou a afirmar que tudo que seu governo faz visa o bem maior do país.

"É possível que a gente tenha cometido algum [erro]. Agora, qual foi? Nós gostaríamos muito que houvesse uma melhora econômica. Tem gente que acha que a gente deveria ter deixado algumas empresas quebrarem e alguns trabalhadores desempregados, eu tendo a achar que isso era um custo muito grande para o país”, concluiu a presidente. 

domingo, 15 de março de 2015

SOBRE O MOVIMENTO POPULAR DE 15 DE MARÇO DE 2015

Finalmente o povo brasileiro parece acordar organizadamente para enfrentar a luta contra a corrupção, e encheu ruas e avenidas em um movimento popular ordeiro, ainda que sem lideranças conhecidas. A forma de luta evoluiu.

Foi impressionante a quantidade de pessoas que vestiram verde e amarelo e foram pra rua pedir o fim da corrupção, da impunidade, e uma parte considerável pedia a saída da presidente Dilma. O Impeachmant não foi o tema dominante nas passeatas, porque perdeu para a corrupção, mas foi muito notado no conteúdo das faixas e cartazes.
Confesso que não esperava tanto, e nem acreditava que os motivos fossem capazes de mobilizar tantas pessoas, sem quebra-quebra, sem vandalismo, sem máscaras e sem abusos.
Em seguida os representantes do governo, em especial o ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, foram à imprensa falar em nome do governo e prometeram que o governo Dilma vai mudar a sua forma de atuar, a começar pela divulgação, nos próximos dias, de medidas sérias e eficazes contra a corrupção. Mudança de governo neste momento pode não ser tão importante quanto o atual governo mudar de comportamento e parar de negociar com a bandidagem corrupta que habita o poder no Brasil. Importante também é estender as investigações de corrupção aos municípios brasileiros que são roubados diariamente, em uma espécie de descaramento sem limites, com prefeitos e vereadores que enriquecem roubando dinheiro público, e prejudicando a qualidade dos serviços públicos a cada dia mais precários.
Mudar a presidência não vai resolver essas safadezas municipal e estadual, que se somadas resultarão em muito mais prejuízos ao povo do que o rombo da Petrobras. Se isso acontecer, e os prefeitos ladrões forem postos fora do poder e nas cadeias, assim como deputados estaduais e vereadores, o Brasil, começará de fato a ser passado a limpo.
A Dilma não tem que ficar oferecendo cargos para esses oportunistas safados e precisa realmente mostrar as garras da honestidade, ou sucumbirá numa oportunidade bem próxima e com ela a esperança que ainda existe. Se ela mostrar vontade de acabar com a corrupção, ainda terá chances de recuperar o apoio popular que o seu partido vinha mantendo e perdeu de forma tão rápida com o escândalo do mensalão e depois com o petrolão.
Quem torce para o Brasil torce pelo fim da corrupção, e a Dilma ainda tem chances de  transformar o Brasil.

sexta-feira, 13 de março de 2015

EDUCAÇÃO NO LITORAL NORTE ESTÁ ABAIXO DO ESPERADO

A prova Brasil tem a finalidade de medir o nível do aprendizado dos alunos de escolas públicas, o que mostra a qualidade do ensino e mede o quanto os alunos conseguem assimilar do conteúdo ministrado.
O site Qedu publicou os resultados relativos ao ano de 2013, o Blogdojoaolucio atualiza as informações sobre o assunto e de certo modo Caraguatatuba mostra algo de positivo ainda que esteja abaixo da média alcançada pelas cidades do Vale do Paraíba.
Caraguatatuba apresenta pequeno crescimento nos seus índices, mas ainda não alcançou a média ideal para ser considerada minimamente dentro do quadro considerado ideal. Os municípios entram na média se obtiverem aprovação acima de 6,0.
Mostramos a seguir os resultados de alguns municípios da nossa região, no ano de 2013 para comprovar que o Litoral Norte está com as quatro cidades abaixo da média.
Campos do Jordão 6,35, São José dos Campos  6,28 , Jacareí 6,17, Pindamonhangaba 6,04, Santa Branca 6,07,  Caraguatatuba 5,75, São Sebastião  5,53, , Ilhabela 5,47, Ubatuba 5,22, o que mostra que os alunos do litoral estão apreendendo menos de 60% do que lhes é ensinado.
A maior decepção é São Sebastião que possui uma das maiores arrecadações per capta do Brasil e não consegue converter tanto dinheiro em serviço de educação de qualidade, o que se pode também atribuir a Ilhabela cujo resultado teria que ser melhor. Ubatuba a mais fraca de todas, justifica-se porque sempre teve uma vida política de má qualidade e tem que crescer muito para entrar na média.
O problema é que os políticos do litoral acham que enfeitar as cidades para o turista visitar é suficiente, e por isso, se esquecem de investir no cidadão que vive na região. Enquanto o turista for mais importante do que os moradores locais, continuarão assim os seus indicadores sociais.
O caiçara poderia ser muito melhor se lhes fossem dadas as oportunidades de ser melhor.
As cidades litorâneas precisam de prefeitos e vereadores que olhem o ser humano com espirito de solidariedade e responsabilidade social e façam do ensino e da profissionalização as grandes armas nessa necessária revolução social.

Gestão pública não é negócio, não tem que dar lucro, mas cuidar de vidas humanas cujos impostos devem virar evolução do homem e não das coisas.

NOTICIA DE HOJE DO PORTAL G1

13/03/2015 18h19 - Atualizado em 13/03/2015 18h19
Três morrem com suspeita de dengue em Caraguatatuba, SP
Cidade é recordista na região em número de casos confirmados da doença.
Uma mulher teve a morte confirmada por dengue hemorrágica na cidade.
Do G1 Vale do Paraíba e Região

Região considera mais crítica em Caraguá é da
Martim de Sá. (Foto: DouglasSaber / Fotoarena)
Caraguatatuba, no litoral norte, investiga a morte de três pessoas por suspeita de dengue. A cidade é recordista no número de casos confirmados da doença em 2015, com 968 ocorrências.
A informação sobre os óbitos foi divulgada pela prefeitura nesta sexta-feira (13), mas os detalhes como idade, sexo e onde as vítimas moravam e a data da morte não foram revelados. Uma mulher de 39 anos morreu por dengue hemorrágica na cidade em janeiro.
Segundo Mapa da Dengue, divulgado nesta quinta-feira (12) pelo Ministério da Saúde, Caraguá está em situação de alerta para a dengue. O índice de infestação é de 2,5, ou seja, focos de dengue foram detectados em mais de dois prédios a cada 100 visitas dos agentes. O número é considerado satisfatório até 1. 
Além dos casos positivos de dengue em Caraguá, outros 457 ocorrências estão sendo investigadas. Uma outra morte por suspeita de dengue já foi descartada.
Jacareí 
Jacareí também investigava a morte de uma mulher por suspeita de dengue. A prefeitura informou nesta sexta-feira que a morte pelo motivo foi descartada.

Segundo a Secretaria de Saúde do município, são 109 casos confirmados da doença na cidade. Destes, 53 são autoctónes, 46 importados, e 445 estão em investigação.

ENTENDA A VERDADE SOBRE A DENGUE EM CARAGUÁ

Jacareí tem cerca de 300 mil habitantes e tem 109 casos confirmados da doença, enquanto Caraguatatuba tem 100 mil habitantes e 968 casos. Aplicando aos fatos, a teoria mais simples da estatística, poder-se-á admitir que Caraguá tem cerca de 30 vezes a quantidade de dengue de Jacareí. ´
O Blog vem afirmando que a cidade está abandonada, mal administrada e com um governo que não tem compromisso com o ser humano e adora inaugurar prédios e colocar mármore na mureta da avenida da praia. Se tivesse realizado uma política de prevenção certamente teria na proporção do que ocorre em Jacarei, cerca de 35 casos confirmados e nunca 968, e já morreram três pessoas neste ano em Caragua.
Ainda bem que 2016 vai chegar logo e o povo vai poder mudar essa mentalidade pífia de gerenciamento público. Pra eles (os mandatários) o que importa é quantos metros quadrados de obras se fez, mas as mortes e o péssimo atendimento daquela maldita UPA da delegacia, não tem problema.

Dizem à boca pequena, que a atual secretária de saúde, está sendo preparada para ser a candidata a prefeita indicada pelo o Antônio Carlos. Como secretária ela conseguiu quase 1000 casos de dengue, e como prefeita como será? 
Será que consegue ser pior do que o atual?

O POVO NAS RUAS

O Blogdojoaolucio registra a presença das passeatas realizadas neste dia 13 de março de 2015, nas ruas das principais capitais do país, e em todas elas avistam-se bandeiras vermelhas com siglas como PCdoB, MST, CUT, PT, CUP, e outras com raízes nas lutas operárias, o que denominam no dito popular de “esquerdas”.
O movimento quer mostrar que essas instituições podem reagir com firmeza contra a ideia de “impeachmant” da presidente da república que foi eleita pelo voto direto conseguido depois de muitas lutas, torturas e sofrimentos dos idealistas democráticos.
O movimento não foi tão grandioso em número de participantes, mas isso não significa que ele não cresça muito se for provocado de fato.
As manifestações de hoje, tinham lideranças que sobre os caminhões sonorizados comandavam as ações e não se verificou nenhuma forma de violência ou baderna, justamente porque havia lideranças que podiam se fazer ouvir.
O movimento convocado pela direita que se realizará no próximo domingo, terá que ter lideranças que o organizem sob pena de cair no descrédito se for transformado e quebra-quebra. As lideranças políticas que estão incentivando o movimento contra Dilma terão a grande responsabilidade de fazê-lo com ordem ou então serão responsabilizadas pelos excessos e por possíveis ocorrências policiais.
Quem já participou e organizou movimentos populares sabe que isso não é coisa fácil, se não tiver motivações claras e de grade significado aos olhos do povo em geral.
Impeachment não é motivo suficiente.